Gosto de sentir o gosto da saudade da minha terra Maceió, das tardes gostosas onde Dona Menita minha avó fazia bolinhos de chuva, receita de família trazida de São Paulo guardada em sua memória, que inclusive nunca dava “pau”, que saudade do arrastar de suas chinelas vindo da cozinha com aquela bacia de bolinhos empanados em açúcar cristal, consigo sentir esse gosto vivo como se fosse nesse momento, saudades vovó!!!

 Já meu avô Sr Antonio filho de Imigrantes Italianos, não dispensava um visita mensal ao Sr Manuel também filho de Imigrantes porém Portugueses, que por sua vez era um excelente ALFAIATE, “Bom giorno Sr Manuel, como estare”, preciso que tire a medida desse moleque (Eu), vou ao comércio compra um corte de cetim para fazermos um conjunto de calça e camisa. Nossa confesso que não sinto muitas saudades desses momentos, pra ser mais preciso do resultado dessa conversa, que não poderia ser outra, aquele conjunto de cetim marrom maravilhoso aos olhos de meu avô, porem para mim muito clássico se estou podendo ser claro. Mas a recompensa daquela visita ao Sr Manuel estava por acontecer, o retorno para casa era sempre pela Rua do Sol, endereço que acolhia o Hotel Beiriz, lugar onde Dona Cristina minha MÃE trabalhava, e que no futuro se tornaria minha primeira oportunidade de cozinhar para outras pessoas, mais sobre isso falo outra hora, não perdendo o gosto dessa conversa  parecia que Ela sentia o quanto eu gostava daquele lugar.

Ao chegar já me recepcionava com um FILET A PARMIGIANA, prato trazido de Parma, na Itália, mas que tinha ganhado fama por ser preparado com o  parmigiano trazido pelos Italianos da região de Campânia, onde se encontra Nápoles, que no Brasil  ganhou uma dupla camada de mouzarella obrigado, muito obrigado Brasil, que saudade não só daquele prato mas também de outros como o FILET OSWALDO ARANHA acompanhado de farofa, arroz e batatas frita em rodelas, que combinação simples e perfeita, parabéns Ministro. Não posso esquecer o grande final CREPE SUZETTE COM SORVETE “KIBOM”, preparado no salão pelo o Maitre do Hotel amigo de minha MÃE, que parecia até estar fazendo o crepe para servir o Príncipe de Gales, com tanto carinho e me explicando passo a passo a receita.

Há que Saudade!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Fico muito feliz em poder dividir com vocês esse Gosto da Saudade da minha infância, hoje fazendo Alta Gastronomia, ou Cozinha Molecular, ou participando de uma caçada a Trufas na Toscana, ou até mesmo Baixa Gastronomia não importa, esse Sabor da Saudade vai fica sempre na lembrança.

Até Mais…

Anúncios